Bem vindo ao blog não-oficial do maior clube do concelho de Cascais,o GRUPO DESPORTIVO ESTORIL PRAIA! Desde 17 de Maio de 1939...POR AMOR A UM CLUBE E A UMA REGIÃO... E-mail do blog: vozestorilista@sapo.pt
Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011
Entrevista a Jonah Callenbach

Jonah Callenbach é considerado um dos mais promissores jogadores portugueses de basquetebol. Descendente de holandeses, este jovem jogador da Geração de '93 começou a jogar basquetebol no Estoril. As suas exibições conduziram-no à Selecção Distrital de Lisboa, e foi ao serviço da AB Lisboa que Jonah chamou a atenção de olheiros que o levaram a prestar provas no país vizinho. Depois disso, o jovem nascido em Lisboa escolheu o Fuenlabrada para prosseguir a sua carreira desportiva, e esta é já a sua terceira temporada ao serviço do clube de Madrid. Presença assídua nas selecções nacionais, Jonah Callenbach foi o representantes português no Basketball Without Borders que decorreu em Barcelona, dividindo o campo com os melhores jogadores europeus da sua geração.

A evolução tem sido uma constante na carreira desta jovem promessa do basquetebol português, que aqui dá a conhecer o seu dia-a-dia e as suas ambições.

 

Vais na 3ª época no Fuenlabrada. Sentes-te completamente adaptado à escola, basket e vida social?
Sim completamente, a verdade é que adaptei-me com facilidade desde o início. Mas depois de dois anos completos em Espanha e no clube, já me sinto muito à vontade, os treinadores e jogadores já me conhecem muito bem e sabem o que esperar de mim. Quanto à escola, já não tenho dificuldades com a língua, então tudo se resume ao trabalho como a qualquer outro aluno, eu tento consolidar os estudos com o basket. Estudo nas horas que tenho livres entre treinos e no dia que eu tenho livre. Já me aconteceu em várias ocasiões começar a estudar à meia-noite por voltar tarde do treino.
E por último, quanto à minha vida social, já tenho grupos de muito bons amigos (um com gente da minha turma e um grupo de jogadores da minha equipa). Durante a semana, fora das horas lectivas não costumo estar com amigos, é o tempo para treinar, estudar ou então descansar. No fim de semana muitas vezes janto fora com a equipa.

Entre treinos individuais, colectivos, musculação, etc., quanto tempo dedicas ao basket por semana?
Dedicado exclusivamente ao basket são 16 - 17,5 horas por semana: dois treinos individuais de 1,5h e um de 1h; três treinos físicos de 1,5h; 4 treinos de equipa de 1,5h e depois um ou dois treinos com a equipa EBA. Mas nunca é só chegar ao pavilhão e treinar, eu costumo chegar 15-30 minutos antes do treino para aquecer bem e fico 15 minutos depois para alongar. E também as viagens para o treino e depois para casa, que ao todo são 50 minutos.

O trabalho tem estado a dar frutos?
Sim, tem estado a dar frutos. Nunca me senti tão confiante com a bola como me sinto agora, isso é pelos treinos individuais que faço. Tenho dois treinadores muito bons uma hora e meia (45min laçamentos; 45min técnica individual) só para mim ou então para outro companheiro também. Passam o treino inteiro a corrigir pequenos detalhes e não deixam escapar nada.

Se pudesses voltar atrás, escolhias novamente o Fuenlabrada para seguir a tua carreira?
Para ser sincero, iria exisitir o mesmo problema de há dois anos: Cajasol, Estudiantes ou Fuenlabrada? Naquela altura o Estudiantes estava fora de questão, estavam com problemas financeiros muito grandes e havia muita incerteza no futuro do clube. Então era mais Cajasol ou Fuenlabrada. Tive muitas dificuldades em escolher qual... Não sei se seria possivel errar numa escolha daquelas, são duas equipas muito fortes que trabalham muito bem.

Para já a época está a correr bem (10v-0d)! Sentes que a equipa tem capacidade para bater o Estudiantes e Real Madrid nesta próxima fase?
Eu não sei como estão essas equipas, não as vi jogar ainda este ano. Em princípio o Real Madrid tem uma equipa muito forte e muito bem treinada como costuma ter e o Estudiantes também. Eu vejo a minha equipa capaz de competir com elas e depois logo se ve se é possivel ganhar ou não. Estou confiante que possamos fazer boa figura ante essas equipas.

Esta temporada vais jogar só em Juniores, ou também poderás ter minutos na Liga EBA?
Tem tudo a ver se a minha transferencia for paga ou não. Quando um jogador vem de outro país tem que pagar uma suma de dinheiro à FIBA, este dinheiro ainda não foi pago e por isso não posso jogar em nenhuma liga profissional - a EBA já é considerada profissional. Não foi pago antes, porque eu era Cadete e não ia jogar na EBA, não havia necessidade, mas agora o clube encontra-se com problemas financeiros devido à crise e não tem dinheiro para pagá-la. As coisas vão melhorando, então estou confiante de que cheguemos a um acordo para pagar o "transfer" e assim poderei jogar na EBA. Eu treino com eles, como mencionei antes, uma ou duas vezes por semana, ainda não posso é jogar com eles.

Marcus Eriksson e Devon van Oostrum (jogadores que tens defrontado nos Europeus e que também jogam em Espanha) têm sido integrados nas equipas seniores dos seus clubes. Achas que esse teu momento também irá chegar?
Espero que sim! Pagar a transferencia abre portas para esse tipo de oportunidades, muitos jogadores da EBA jogam acima na LEB Prata e um deles já treinou uma semana com os Seniores na ACB. Estou confiante que este ano ou então o ano que vem possa fazer uns treinos com a LEB Prata... para a ACB ainda falta um pouco, sou realista.

Como correu a experiência de participar no Basketball Without Borders?
Foi uma experiencia única! Gostei imenso, estar junto dos melhores jogadores da Europa da minha idade e poder competir e jogar contra eles é inesquecível. Vou ser sincero em dizer que no início do Campus estava nervoso, não arriscava muito nos jogos e não quis assumir muita responsabilidade em campo... mas no terceiro dia comecei a sentir-me mais relaxado e confiante e a partir de aí comecei a jogar bem, a querer mais a bola e a jogar um contra um com o meu defensor... O campus serviu para me comparar aos outros jogadores, ver onde estou no meu desenvolvimento, ver o que e que tenho que melhorar e no fundo ganhar confiança pelo facto de estar lá.

Depois de 4 dias a treinar e jogar com os melhores da tua geração, ficaste com a ideia de que podes jogar de igual para igual com todos eles, ou a distância é grande?
Havia jogadores muito bons, com muito talento! Mas também jogadores menos bons... Como disse na pergunta anterior, comecei nervoso mas no fim já fiquei com mais confiança. Quando comecei a jogar bem senti que podia jogar ao nível dos melhores do Campus. Havia jogadores melhores que eu lá, não vou mentir, mas consegui competir com eles. Então não digo que a distância seja grande, vi que estava no bom caminho e isso deu me confiança quando voltei para Espanha.

Como correu o 1º estágio com a Selecção Nacional de Sub18?
Para um primeiro estágio correu bem. Fizemos em equipa treinos muito bons e houve momentos de alto nível. O jogo de treino que fizemos no último dia não foi muito bom, é impossível avaliar o jogo de forma totalmente acertada já que o piso estava a escorregar de forma espantosa, nenhuma das equipas jogou no topo das suas capacidades... O número de quedas que houve, a lesão de um dos nossos jogares e as possíveis lesões que não aconteceram mas que estiveram quase lá tornaram o jogo difícil e pouco divertido. O que é uma pena, já que era uma equipa da Proliga. Gostaria de voltar a jogar mas em boas condições. E para mim um dos grandes pontos positivos do estágio foi a prestação dos jogadores de '94. Não gosto de dividir as selecções por idades, mas eu fiz porque é importante numa selecção a base de jogadores serem de segundo ano, mas que depois também haja um número indeterminado de jogadores de primeiro ano com talento e eu vi que isso temos. Faltaram alguns jogadores chave, estou curioso para ver como será esta selecção quando estiver completa.

Para finalizar: estás a chegar a uma fase determinante na tua carreira. Já tens objectivos bem definidos, e sabes qual o caminho a percorrer para lá chegar?
Sim, este ano é o ano decisivo, podia dizer. É o ano que decide se continuo no Fuenlabrada com a renovação do meu contrato por 2 anos mais, e decide em que liga jogarei se isso acontecer. O meu objectivo é continuar no Fuenlabrada, se isso não acontecer por alguma razão, quero continuar a jogar aqui em Madrid, mas sou flexível. O meu objectivo é a LEB Prata para a época 2011/2012, na minha opinião é alcançável, requer é trabalho.



publicado por gdestorilpraia às 19:00
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29

31


Sites úteis
posts recentes

Estoril em torneio de pre...

Estoril-V. Guimarães, 2-0...

Estoril Praia triunfa em ...

FPF paga a clubes

Estoril vista Escola Bási...

Estoril-Praia distinguido...

Vitória (3-0) em jogo de ...

Marco Silva promete respo...

Mendy inscrito apenas no ...

Plantel visitou Gelpeixe ...

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

pesquisar
 
Federação de Blogs
Visitantes
St Petersburg Probate Lawyer
St Petersburg Probate Lawyer
Futebol de Ataque
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds